Você já ouviu falar em humanizar a comunicação de máquinas?

Esse é exatamente o trabalho que eu desenvolvo!
Fazer uma gravação de URA ou espera telefônica num estilo que o cliente, quando ligar pra sua empresa, tenha a sensação de ser atendido por uma pessoa, e não por uma máquina.

Esse vídeo mostra a gravação que eu fiz pra um cliente que queria exatamente isso: humanizar a comunicação do call center dele.

O texto ajudou muito, inclusive foi feito pelo Gilmar, que é especialista em marketing. Foi um texto personalizado pra empresa desse cliente, que é uma policlínica do Rio de Janeiro.

Mas…Como funciona?

O Gilmar (meu esposo e especialista em marketing) fez uma pesquisa com o cliente, enviou um briefing pra ele responder, e só então ele fez o texto, que depois de aprovado pelo cliente foi gravado e produzido por mim.

Foi um trabalho que teve um resultado muito bacana feito em conjunto por mim e pelo Gilmar.

Nesse trabalho, e em todos os outros de URA e espera telefônica, Gilmar e eu priorizamos fazer um texto que seja interessante pro cliente do nosso cliente ouvir.

Sabe aquele texto que fala sobre a empresa? Que diz que ela está no mercado desde 1.900 bolinhas? Então… é exatamente isso que NÃO FAZEMOS!

Quando o texto está escrito de uma maneira bacana, a locução é um complemento que vai ajudar o trabalho ficar sensacional.

URA ou espera telefônica robótica ou mecanizada? Nunca mais!!!

Compartilha esse post com alguém que tá precisando dar um up no atendimento telefônico da empresa. 😉

Aqui mesmo no meu site você pode ouvir demonstrativos de URAs e esperas telefônicas na minha voz nessa pegada mais humanizada.

Bjos e até a próxima!!!

Flávia Lima
Locutora Publicitária
Especialista em humanizar a comunicação de máquinas