Tem muita gente se perguntando o que aconteceu…se eu tô doente, se eu surtei, se passei no vestibular…então resolvi fazer esse post pra explicar porque eu raspei o meu cabelo.

O começo

Talvez você não saiba, mas meu cabelo natural é cacheado.

E eu sempre tive vontade de raspar o meu cabelo. Não lembro exatamente quando começou essa vontade, mas acho que foi quando eu passei pela transição capilar pela primeira vez em 2013.

Quando estava me preparando pra engravidar comecei a preparação tirando a progressiva. Foi muito difícil e demorado passar pela transição capilar, então eu decidi que quando fosse passar por isso de novo cogitaria raspar o meu cabelo

Depois que meu filho nasceu, usei meus cachos por um tempo e logo enjoei. Fiz progressiva de novo em 2016 e agora, em 2019, enjoada da progressiva novamente, resolvi raspar a cabeça.

A decisão

Não foi uma decisão muito fácil. Eu estava decidida a raspar quando voltasse de férias do ano novo, mas conversando com minha irmã, cheguei a conclusão de que eu teria muito trabalho quando meu cabelo começasse a crescer (e trabalho era o que eu menos queria ter rsrs).

Desisti de novo por alguns dias.

Até que minha outra irmã me perguntou se eu já tinha assistido ao filme “Felicidade por um fio”. Ela tinha assistido e disse que a história tinha tudo a ver comigo.

No dia seguinte eu assisti ao filme e vi que a protagonista tinha ficado muito linda com cabelo raspado. Assistir ao filme reacendeu minha vontade novamente.

No mesmo dia eu peguei a máquina de cortar cabelo do meu cunhado e meu marido mesmo raspou pra mim.

Uma careca no pedaço!

Posso falar? Eu juro pra vocês que eu amei o resultado. Foi como se eu sempre tivesse usado o meu cabelo desse jeito.

A sensação de liberdade é muito grande.

Só fiquei triste porque não consegui doar o cabelo raspado. Eu e meu marido não soubemos ajeitar o cabelo pra passar pra doação. No final ele misturou tudo e ficou uma bagunça.

Mas não vão faltar oportunidades 🙂

Eu recebi muitas mensagens me parabenizando pela minha coragem e atitude, me dizendo que eu fiquei muito linda com o cabelo raspado e eu fiquei muito feliz com esse feedback da galera.

Foda-seeeeeeee

Se você tem vontade de fazer uma mudança muito radical, seja no seu cabelo ou em outra coisa, vai lá e faz.

Não fica pensando muito porque se a gente pensa demais acaba não fazendo. Liga o botão do foda-se e faz, porque ninguém vai fazer isso por você.

As pessoas vão falar de qualquer jeito, não se prenda a isso.

A gente é muito mais que um cabelo. 😉

E você? Tem ou já teve vontade de fazer alguma mudança radical? Me conta nos comentários.

Bjos e até a próxima.

Flávia Lima – Nova careca do pedaço