Perguntas Frequentes

Quando você me manda um e-mail ou mensagem no whatsapp dizendo que precisa de uma gravação e quer um orçamento, eu preciso, primeiramente, saber que tipo de gravação você precisa.

 

Se você quiser um orçamento para propaganda de rádio, TV, internet, ou vídeo institucional para seu site, youtube ou redes sociais, você precisa me enviar alguns dados sobre o trabalho:

 

1 – Quem é o cliente? Não que isso interfira no valor do orçamento, mas preciso saber quem é o cliente para saber se não é concorrente de alguma marca a qual minha voz já esteja em campanha no ar.

2 – Você vai precisar desse apenas da voz (OFF) para você mesmo editar ou quer que eu envie esse material já editado com trilha fundo (pronto para uso)?

3 – Em qual mídia esse material será veiculado? Rádio, TV, internet? Se for na internet, onde exatamente? Youtube, site do cliente, redes sociais? Ou é um material interno que não será veiculado externamente?

4 – Qual será a praça de veiculação? Local (uma ou duas cidades)? Regional (várias cidades ou estados)? Ou nacional (Brasil todo ou eixo Rio-São Paulo)?

5 – Qual é o período de veiculação desse material? Um, três, seis meses? Um ou dois anos? Veiculação indeterminada?

 

OBS: sempre que possível, você deve me enviar, junto com essas informações, o texto, mesmo que seja provisório. Isso me ajuda muito a te enviar um orçamento mais preciso.

 

Agora se você quiser um orçamento para fazer um atendimento telefônico (URA e espera telefônica), eu preciso saber:

 

1 – Quem é o cliente? Não que isso interfira no valor do orçamento, mas preciso saber quem é o cliente para saber se não é concorrente de alguma marca que me pediu exclusividade.

2 – Você vai precisar apenas sa voz (OFF) para você mesmo editar ou quer que eu envie esse material já editado com trilha fundo (pronto para uso)?

3 – Você já tem o texto que precisa gravar? Se sim, é legal me enviar para que eu possa ver, mesmo que seja um texto provisório.

4 – Caso ainda não tenha o texto, eu preciso saber se você mesmo fará o texto ou vai precisar que eu envie o orçamento para fazer o texto também, além da gravação.

Talvez você esteja esperando uma resposta pronta: “custa R$ xxx,00”, mas a verdade é que DEPENDE!

 

Depende de que tipo de gravação você quer (comercial para rádio ou TV, espera telefônica, vídeo institucional para sua empresa).

 

Depende da praça, mídia e tempo de veiculação desse material (dá uma olhada na resposta da pergunta Como faço para receber um orçamento?).

 

Depende se você vai querer apenas a gravação para você mesmo editar ou se vai precisar que eu te envie esse material já editado, com trilha de fundo (pronto para uso).

 

Depende se você vai me enviar o texto pronto ou se vai precisar que minha equipe faça o texto para você.

 

São muitos fatores que interferem na hora de elaborar um orçamento.

 

Por isso, me passe o máximo de informações possíveis. Isso me ajuda muito a te enviar um orçamento mais preciso.

Eu vou tentar te explicar de uma maneira bem rápida e simples a diferença entre URA e espera telefônica.

 

URA significa unidade de resposta audível, e é aquela gravação para direcionamento de ramais. Por exemplo: tecle 1 para financeiro, 2 para comercial, 3 para suporte…e por aí vai.

 

Já a espera telefônica é aquela mensagem que o cliente fica ouvindo enquanto ele aguarda atendimento, depois que ele digitou alguma opção na URA.

 

Antigamente, tanto o texto de URA quanto de espera telefônica eram textos bem diretos e formais. Hoje em dia se usa fazer textos personalizados para cada empresa, porque hoje se entende que a gravação de atendimento telefônico é um importante canal de vendas.

 

E colocar uma musiquinha na espera telefônica, Flávia?

 

Olha, nem pense em fazer isso hein, pelo amor de Deus. rsrs

 

Se você quiser saber o porquê, veja a resposta da pergunta: Por que não devo colocar uma musiquinha como espera telefônica da minha empresa?

 

Nem toda empresa que tem uma espera telefônica precisa ter uma URA, mas geralmente uma empresa que tem uma URA, tem uma espera telefônica, porque empresas menores geralmente não tem vários departamentos, então fazer uma espera telefônica supre a necessidade dela.

 

Agora grandes empresas, que tem vários departamentos, geralmente tem URA além da espera telefônica.

Até escorre uma lágrima quando eu ligo numa empresa e como espera telefônica eu ouço uma musiquinha, que eu carinhosamente apelidei de “musiquinha do gás”. Kkkkkkk

 

Primeiramente, eu preciso te explicar que, atualmente, a espera telefônica deixou de ser apenas a gravação de um texto qualquer para cliente ficar ouvindo. Hoje em dia a gravação para atendimento telefônico é considerada uma importante ferramenta de vendas.

 

Ela também é, muitas vezes o primeiro contato do seu cliente com a sua empresa. Se ele não for bem atendido já na gravação que recepciona ele, não vai nem aguardar o atendimento humano e vai ligar para o seu concorrente.

 

Eu até fiz uma pesquisa no meu instagram (se não me segue ainda o endereço é @locutoraflavialima), perguntando aos meus seguidores qual sentimento eles tinham ao ligar numa empresa e ouvir determinada música.

Seguem abaixo algumas das respostas:

– Sono;

– Desespero;

– Raiva;

– Tristeza;

– Sensação que minha ligação pro além;

– Lembro do caminhão do gás;

– Senta que lá vem espera;

– Parece que tô num velório.

 

É esse o sentimento que você quer que as pessoas tenham ao ligar para sua empresa?

 

Então me diz: por que cargas d’água você vai desperdiçar o espaço da sua espera telefônica com uma musiquinha chata?

 

Pelo contrário, aproveite esse espaço, que é só seu, para dizer para seu cliente o quando a vida dele vai mudar para melhor ao contratar seus serviços ou comprar seu produto.

 

Faça isso com um texto bem bacana, que conecte com seu público alvo. Na resposta da pergunta: Como escrevo um texto para meu atendimento telefônico? eu vou falar sobre texto para espera telefônica.

Muitos clientes, quando me pedem orçamento para fazer a gravação da espera telefônica personalizada ou da URA para empresa, não tem o texto pronto.

 

Alguns não sabem como escrever o texto, não têm tempo para fazer isso, ou mesmo não querem ter esse trabalho.

 

Então, além de contratar a gravação, eles também contratam o texto para o atendimento telefônico.

 

Esse é um trabalho que eu ofereço em conjunto com o Gilmar, meu esposo que trabalha comigo e é especialista em marketing.

 

Segundo o Gilmar, a primeira coisa que você NÃO DEVE fazer é ficar falando sobre a sua empresa no texto da sua espera telefônica.

 

E por que isso? Porque quando você fala de você as pessoas não param para prestar atenção. Mas quando você fala sobre o outro (no caso aqui, o seu cliente), sobre o problema que o seu cliente tem, aí é do interesse dele e sendo assim ele vai parar para te ouvir.

 

O primeiro passo que o Gilmar segue é fazer uma pesquisa na internet sobre a empresa para saber o que as pessoas estão falando e para conhecer mais sobre o cliente que ele vai trabalhar.

 

Depois te entender sobre o que rola no nicho da empresa da qual ele vai escrever o texto, o segundo passo que o Gilmar segue é elaborar um briefing com algumas perguntas para o cliente responder. Essas perguntas são bem específicas e vão mostrar a visão do contratante sobre os problemas que estão acontecendo na empresa.

 

É a partir da resposta dessas perguntas que o Gilmar identifica que tipo de problema ele pode resolver através do texto da espera telefônica, e se não tem nenhum problema, o Gilmar então analisa que tipo de texto ele pode colocar que o cliente vai achar legal ficar ouvindo e que vai agregar algo pra ele.

 

Com as dicas que ele dá nesse vídeo, você com certeza vai conseguir escrever o texto para espera telefônica ou URA da sua empresa.

Quando você me manda um e-mail ou mensagem no whatsapp dizendo que precisa de uma gravação e quer um orçamento, eu preciso, primeiramente, saber que tipo de gravação você precisa.

 

Se você quiser um orçamento para propaganda de rádio, TV, internet, ou vídeo institucional para seu site, youtube ou redes sociais, você precisa me enviar alguns dados sobre o trabalho:

 

1 – Quem é o cliente? Não que isso interfira no valor do orçamento, mas preciso saber quem é o cliente para saber se não é concorrente de alguma marca a qual minha voz já esteja em campanha no ar.

2 – Você vai precisar desse apenas da voz (OFF) para você mesmo editar ou quer que eu envie esse material já editado com trilha fundo (pronto para uso)?

3 – Em qual mídia esse material será veiculado? Rádio, TV, internet? Se for na internet, onde exatamente? Youtube, site do cliente, redes sociais? Ou é um material interno que não será veiculado externamente?

4 – Qual será a praça de veiculação? Local (uma ou duas cidades)? Regional (várias cidades ou estados)? Ou nacional (Brasil todo ou eixo Rio-São Paulo)?

5 – Qual é o período de veiculação desse material? Um, três, seis meses? Um ou dois anos? Veiculação indeterminada?

 

OBS: sempre que possível, você deve me enviar, junto com essas informações, o texto, mesmo que seja provisório. Isso me ajuda muito a te enviar um orçamento mais preciso.

 

Agora se você quiser um orçamento para fazer um atendimento telefônico (URA e espera telefônica), eu preciso saber:

 

1 – Quem é o cliente? Não que isso interfira no valor do orçamento, mas preciso saber quem é o cliente para saber se não é concorrente de alguma marca que me pediu exclusividade.

2 – Você vai precisar apenas sa voz (OFF) para você mesmo editar ou quer que eu envie esse material já editado com trilha fundo (pronto para uso)?

3 – Você já tem o texto que precisa gravar? Se sim, é legal me enviar para que eu possa ver, mesmo que seja um texto provisório.

4 – Caso ainda não tenha o texto, eu preciso saber se você mesmo fará o texto ou vai precisar que eu envie o orçamento para fazer o texto também, além da gravação.

Talvez você esteja esperando uma resposta pronta: “custa R$ xxx,00”, mas a verdade é que DEPENDE!

 

Depende de que tipo de gravação você quer (comercial para rádio ou TV, espera telefônica, vídeo institucional para sua empresa).

 

Depende da praça, mídia e tempo de veiculação desse material (dá uma olhada na resposta da pergunta Como faço para receber um orçamento?).

 

Depende se você vai querer apenas a gravação para você mesmo editar ou se vai precisar que eu te envie esse material já editado, com trilha de fundo (pronto para uso).

 

Depende se você vai me enviar o texto pronto ou se vai precisar que minha equipe faça o texto para você.

 

São muitos fatores que interferem na hora de elaborar um orçamento.

 

Por isso, me passe o máximo de informações possíveis. Isso me ajuda muito a te enviar um orçamento mais preciso.

Eu vou tentar te explicar de uma maneira bem rápida e simples a diferença entre URA e espera telefônica.

 

URA significa unidade de resposta audível, e é aquela gravação para direcionamento de ramais. Por exemplo: tecle 1 para financeiro, 2 para comercial, 3 para suporte…e por aí vai.

 

Já a espera telefônica é aquela mensagem que o cliente fica ouvindo enquanto ele aguarda atendimento, depois que ele digitou alguma opção na URA.

 

Antigamente, tanto o texto de URA quanto de espera telefônica eram textos bem diretos e formais. Hoje em dia se usa fazer textos personalizados para cada empresa, porque hoje se entende que a gravação de atendimento telefônico é um importante canal de vendas.

 

E colocar uma musiquinha na espera telefônica, Flávia?

 

Olha, nem pense em fazer isso hein, pelo amor de Deus. rsrs

 

Se você quiser saber o porquê, veja a resposta da pergunta: Por que não devo colocar uma musiquinha como espera telefônica da minha empresa?

 

Nem toda empresa que tem uma espera telefônica precisa ter uma URA, mas geralmente uma empresa que tem uma URA, tem uma espera telefônica, porque empresas menores geralmente não tem vários departamentos, então fazer uma espera telefônica supre a necessidade dela.

 

Agora grandes empresas, que tem vários departamentos, geralmente tem URA além da espera telefônica.

Até escorre uma lágrima quando eu ligo numa empresa e como espera telefônica eu ouço uma musiquinha, que eu carinhosamente apelidei de “musiquinha do gás”. Kkkkkkk

 

Primeiramente, eu preciso te explicar que, atualmente, a espera telefônica deixou de ser apenas a gravação de um texto qualquer para cliente ficar ouvindo. Hoje em dia a gravação para atendimento telefônico é considerada uma importante ferramenta de vendas.

 

Ela também é, muitas vezes o primeiro contato do seu cliente com a sua empresa. Se ele não for bem atendido já na gravação que recepciona ele, não vai nem aguardar o atendimento humano e vai ligar para o seu concorrente.

 

Eu até fiz uma pesquisa no meu instagram (se não me segue ainda o endereço é @locutoraflavialima), perguntando aos meus seguidores qual sentimento eles tinham ao ligar numa empresa e ouvir determinada música.

Seguem abaixo algumas das respostas:

– Sono;

– Desespero;

– Raiva;

– Tristeza;

– Sensação que minha ligação pro além;

– Lembro do caminhão do gás;

– Senta que lá vem espera;

– Parece que tô num velório.

 

É esse o sentimento que você quer que as pessoas tenham ao ligar para sua empresa?

 

Então me diz: por que cargas d’água você vai desperdiçar o espaço da sua espera telefônica com uma musiquinha chata?

 

Pelo contrário, aproveite esse espaço, que é só seu, para dizer para seu cliente o quando a vida dele vai mudar para melhor ao contratar seus serviços ou comprar seu produto.

 

Faça isso com um texto bem bacana, que conecte com seu público alvo. Na resposta da pergunta: Como escrevo um texto para meu atendimento telefônico? eu vou falar sobre texto para espera telefônica.

Muitos clientes, quando me pedem orçamento para fazer a gravação da espera telefônica personalizada ou da URA para empresa, não tem o texto pronto.

 

Alguns não sabem como escrever o texto, não têm tempo para fazer isso, ou mesmo não querem ter esse trabalho.

 

Então, além de contratar a gravação, eles também contratam o texto para o atendimento telefônico.

 

Esse é um trabalho que eu ofereço em conjunto com o Gilmar, meu esposo que trabalha comigo e é especialista em marketing.

 

Segundo o Gilmar, a primeira coisa que você NÃO DEVE fazer é ficar falando sobre a sua empresa no texto da sua espera telefônica.

 

E por que isso? Porque quando você fala de você as pessoas não param para prestar atenção. Mas quando você fala sobre o outro (no caso aqui, o seu cliente), sobre o problema que o seu cliente tem, aí é do interesse dele e sendo assim ele vai parar para te ouvir.

 

O primeiro passo que o Gilmar segue é fazer uma pesquisa na internet sobre a empresa para saber o que as pessoas estão falando e para conhecer mais sobre o cliente que ele vai trabalhar.

 

Depois te entender sobre o que rola no nicho da empresa da qual ele vai escrever o texto, o segundo passo que o Gilmar segue é elaborar um briefing com algumas perguntas para o cliente responder. Essas perguntas são bem específicas e vão mostrar a visão do contratante sobre os problemas que estão acontecendo na empresa.

 

É a partir da resposta dessas perguntas que o Gilmar identifica que tipo de problema ele pode resolver através do texto da espera telefônica, e se não tem nenhum problema, o Gilmar então analisa que tipo de texto ele pode colocar que o cliente vai achar legal ficar ouvindo e que vai agregar algo pra ele.

 

Com as dicas que ele dá nesse vídeo, você com certeza vai conseguir escrever o texto para espera telefônica ou URA da sua empresa.